CIM Viseu Dão Lafões já tem Plano para as Alterações Climáticas

01-08-2018

A CIM Viseu Dão Lafões apresentou publicamente o ‘Plano Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas de Viseu Dão Lafões’ (PIAAC Viseu Dão Lafões).

Num seminário que decorreu auditório da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu, contou com a presença do vice-Presidente do Conselho Intermunicipal de Viseu Dão Lafões e presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, do encarregado de missão para as alterações climáticas do Instituto Politécnico de Viseu, Sérgio Lopes, da vereadora da Câmara Municipal de Viseu, Conceição Azevedo, e também com eleitos e técnicos das 14 Câmaras Municipais que integram a CIM Viseu Dão Lafões bem como com demais personalidades e agentes locais.

Nesta sessão apresentaram-se os principais resultados obtidos ao longo do processo de elaboração do Plano, nomeadamente os cenários climáticos projetados, até 2100, para Viseu Dão Lafões.

Este plano tem como objetivo informar e dar a conhecer os comportamentos planeamento adaptativo de âmbito intermunicipal e municipal, ao facilitar a sua futura construção através da sistematização e da análise prospetiva do conhecimento climático; definição de abordagens de adaptação; sinalização das formas de integração nos instrumentos de gestão territorial; capacitação dos técnicos municipais e dos agentes regionais; e, sensibilização e mobilização das comunidades territoriais.

A região de Viseu Dão Lafões está agora munida de um instrumento eficaz e capaz de mobilizar todos os agentes locais e regionais para a adaptação às alterações climáticas, uma temática decisiva para a coesão e desenvolvimento territorial de Viseu Dão Lafões, mais resiliente e sustentável.

Fonte: Jornal do Centro

Aprovado o PDAU de la Wilaya d’Alger 2015-2035

16-05-2016

No passado dia 11 de maio, em sessão plenária da Assembleia Popular da Wilaya d’Alger, foi aprovado o Plan Directeur D’Aménagement et d’Urbanisme de la Wilaya d’Alger (PDAU 2015-2035).

Considerando como um “plano histórico” pelo presidente da Assembleia Popular, o PDAU foi elaborado para a Wilaya d’Alger – Direction de l’Aménagement du Territoire, de l’Urbanisme, de la Prévention et de la Résorption de l’Habitat Précaire por um consórcio de empresas portuguesas liderado pela Parque Expo.

O CEDRU foi um dos membros deste consórcio tendo participado na realização dos estudos demográficos, na programação de equipamentos coletivos, na definição do sistema urbano local e na construção das abordagens estratégicas e de ordenamento do território.

Em 2008, residiam 2.988.145 habitantes na maior aglomeração urbana argelina e uma das principais do Norte de África. Antes de 2030 a Wilaya d’Alger deverá ultrapassar os 3,5 milhões de residentes.

Fonte: Jornal Elmoudjahid

Projeto ClimAdaPT.Local é notícia no Diário Digital do Sapo

25-06-2015

Os municípios beneficiários do Projeto ClimAdaPT.Local já identificaram as suas vulnerabilidades climáticas atuais. É possível vê-las aqui: diariodigital.sapo.pt/news

Relembre-se que este projeto foi adjudicado pela APA a um consórcio do qual o CEDRU faz parte e visa apoiar o desenvolvimento e a incorporação da adaptação às alterações climáticas ao nível municipal, através da realização de Estratégias Municipais de Adaptação às Alterações Climáticas e da formação de técnicos de autarquias.

Projeto ClimAdaPT.Local é notícia no Diário Digital do Sapo

27-01-2015

Os  municípios beneficiários do Projeto ClimAdaPT.Local já identificaram as suas vulnerabilidades climáticas atuais. É possível vê-las aqui: diariodigital.sapo.pt/news 
Relembre-se que este projeto foi adjudicado pela APA a um consórcio do qual o CEDRU faz parte e visa apoiar o desenvolvimento e a incorporação da adaptação às alterações climáticas ao nível municipal, através da realização de Estratégias Municipais de Adaptação às Alterações Climáticas e da formação de técnicos de autarquias.

Programa de Cooperação Madeira–Açores–Canárias MAC 2014-2020 encontra-se em consulta pública

07-08-2014

Encontra-se em consulta pública até 31 de agosto o novo Programa de Cooperação Madeira–Açores–Canárias MAC 2014-2020, que está a ser objeto de avaliação ex ante desenvolvida pelo CEDRU e pela Regio Plus Consulting. O Programa está em fase de elaboração e, em cumprimento com o princípio da parceria, foi agora lançada a sua consulta pública com vista a obter comentários e sugestões de todos os interessados.

Consulta pública MAC 2014-2020

Programa de Cooperação Madeira–Açores–Canárias MAC 2014-2020 encontra-se em consulta pública

Encontra-se em consulta pública até 31 de agosto o novo Programa de Cooperação Madeira–Açores–Canárias MAC 2014-2020, que está a ser objeto de avaliação ex ante desenvolvida pelo CEDRU e pela Regio Plus Consulting. O Programa está em fase de elaboração e, em cumprimento com o princípio da parceria, foi agora lançada a sua consulta pública com vista a obter comentários e sugestões de todos os interessados.

Consulta pública MAC 2014-2020

Novo período de programação europeia é ciclo de investimento dos concelhos

04-07-2014

O novo período de programação europeia “não é um ciclo de investimento das autarquias, é um ciclo de investimento dos municípios”, defendeu Sérgio Barroso, do CEDRU – Centro de Estudos e Desenvolvimento Regional e Urbano, na Sessão de Informação e Esclarecimento “Portugal 2020”, realizada na segunda-feira, 30 de junho, no Mercado Municipal 1º de Maio, no Barreiro. Ou seja, na sua opinião, “as oportunidades no próximo quadro estarão disponíveis mais para os “atores/agentes” locais – comunidade, empresas – e menos para as autarquias”.

Fonte: Jornal Rostos

Info Mutualidades Portuguesas destaca Focus Grup para a “Avaliação Ex-Ante do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego 2014-2020”

24-06-2014

A Info Mutualidades Portuguesas destaca a participação desta organização no Focus Grup para a “Avaliação Ex-Ante do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego 2014-2020” promovido pelo CEDRU no âmbito do estudo que está a realizar para o Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu, I.P. congratulando-se com a realização da iniciativa que pretende “ir ao encontro destas novas realidades no sentido de encontrar soluções para colmatar as necessidades mais urgentes da comunidade”.

Fonte: Info Mutualidades Portuguesas

Castelo Branco ruma a 2030

19-06-2014

O Jornal Reconquista na sua edição de 29 de maio destaca os estudos que irão ser realizados pelo CEDRU para aquela autarquia e que visam atualizar estudos estratégicos e prospetivos realizados para a município de Castelo Branco em 2000. Passados 14 anos e tendo agora como horizonte o ano 2030, o “Plano Estratégico Castelo Branco 2030” e o “Plano de Desenvolvimento Turístico do Município de Castelo Branco” irão definir as orientações de desenvolvimento social, económico e urbanístico.

Fonte: RECONQUISTA

Discussão Pública do Plano de Ação Regional de Lisboa 2014-2020

14-02-2014

“Está concluído e disponível para consulta pública o Plano de Ação Regional de Lisboa 2014-2020, elaborado pela Comissão de Coordenação Regional de Lisboa e Vale do Tejo com o apoio do CEDRU. Este documento constitui o documento de referência estratégica regional para o período 2014-2020, enquadrando as opções estratégicas e as prioridades de investimento que irão ser definidas no Programa Operacional Regional.”

Fonte: CCDR LVT