Nos próximos 10 anos Alqueva vai permitir a criação de 7 mil postos de trabalho

06-07-2009

Projecto: Impactes Previsíveis do Projecto de Fins Múltiplos do Alqueva na Configuração dos Recursos Humanos do Alentejo

“A Empresa de Desenvolvimento e Infra – estruturas de Alqueva (EDIA) lança, esta manhã, a publicação “Impactes Previsíveis do Projecto de Fins Múltiplos do Alqueva na Configuração dos Recursos Humanos do Alentejo”. Esta obra resulta do Estudo promovido pela EDIA e pelo Observatório do Emprego do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), realizado pelo consórcio CEDRU/Quaternaire Portugal. Representantes da EDIA e do Instituto de Emprego fazem hoje a apresentação das conclusões do trabalho. Jorge Pulido Valente, vogal do Conselho de Administração da EDIA, afirma que nos próximos 10 anos, com a chegada da água de Alqueva à zona de influência do empreendimento, serão necessários cerca de 7 mil novos postos de trabalho.”

Fonte: Rádio Pax

Ponto de Orientação Empresarial

30-06-2009

Projecto: Impactes Previsíveis do Projecto de Fins Múltiplos do Alqueva na Configuração dos Recursos Humanos do Alentejo

“Enquanto Região Menos densamente povoada do país (25 habitantes/km2, in 2001), o Alentejo Apresenta uma distribuição espacial dos Aglomerados e distinta singular, destacando-se os Tradicionais montes, Mas igualmente como aldeias, vilas e Cidades.” (…) “*Nota: Este texto é um extracto contido no “Estudo dos Impactos Previsíveis do Projecto de Fins Múltiplos do Alqueva na configuração dos Recursos Humanos do Alentejo”- relatório final-anexos elaborado pelo CEDRU e Quaternaire, Portugal.”

Fonte: EDIA

CEDRU elabora proposta para Plano de Ordenamento da Orla Costeira da Ilha do Faial

23-06-2009

Projecto: Plano de Ordenamento da Orla Costeira da Ilha do Faial

“O consórcio CEDRU – Centro de Estudos e Desenvolvimento Regional e Urbano/ PMP – Pedro Mora Porteiro Arquitecto/ LCA – Abalada Matos/ Lorena de Séveres & Cunhal Sendim Sociedade de Advogados será o responsável pela execução da proposta do Plano de Ordenamento da Orla Costeira da Ilha do Faial – Açores, por 185 mil euros.”

Fonte: Portal Ambiente Online

Mosteiro de Alcobaça – Rota dos Monumentos Património da Humanidade apresentada

18-06-2009

Projecto: Consultadoria para a MPH – Mosteiros de Portugal, Associação das Cidades com Mosteiros Património da Humanidade

“Foi oficialmente apresentado o projecto que vai unir o Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça, o Mosteiro da Batalha, o Mosteiro dos Jerónimos e o Convento de Cristo, em Tomar, num único produto turístico de projecção mundial, capaz de promover o património cultural e natural do país. “Mosteiros Portugueses Património da Humanidade” foi apresentado na Torre de Belém no passado dia 1 de Junho, depois de ter sido aprovado no âmbito do Mais Centro – Programa Operacional Regional do Centro. (…) O encontro realizado em Lisboa serviu para apresentar o Programa Estratégico do projecto, elaborado pelo Centro de Estudos de Desenvolvimento Regional e Urbano (CEDRU). Na sessão de apresentação marcaram presença o ministro da Cultura, Pinto Ribeiro, o director do IGESPAR, os presidentes das autarquias de Alcobaça, Batalha e Tomar e a vereadora da Cultura da Câmara de Lisboa, bem como representantes dos monumentos e do CEDRU.”

Fonte: Oeste Online

Para valorizar Mosteiros de Alcobaça, Batalha, Jerónimos e Convento de Cristo Rede de Mosteiros Património da Humanidade arranca com 15 milhões de euros

03-06-2009

Projecto: Consultadoria para a MPH – Mosteiros de Portugal, Associação das Cidades com Mosteiros Património da Humanidade

(…) “Estiveram presentes na cerimónia Pinto Ribeiro, ministro da Cultura; Elísio Summavielle, director do IGESPAR – Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico; Gonçalves Sapinho, António Lucas e Corvelo de Sousa, presidentes das Câmaras Municipais de Alcobaça, Batalha e Tomar, respectivamente; Rosália Vargas, vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa, além dos directores dos Mosteiros de Alcobaça e da Batalha e do Convento de Cristo de Tomar. O projecto foi apresentado por Andreia Galvão, do IGESPAR e Sérgio Barroso, do CEDRU – Centro de Estudos e Desenvolvimento Regional e Urbano, Lda.

Fonte: Tinta Fresca Jornal de Arte, Cultura & Cidadania

Plano para Área Metropolitana de Lisboa apostará no reforço das ligações ferroviárias

26-05-2009

Projecto: Revisão do Plano Regional de Ordenamento do Território da Área Metropolitana de Lisboa (PROT-AML)

“A revisão do Plano Regional de Ordenamento do Território da Área Metropolitana de Lisboa (PROT-AML) deverá ficar pronta no final de Janeiro e o novo documento vai apostar no reforço das ligações ferroviárias. Num encontro com a imprensa para fazer um balanço dos trabalhos de revisão do PROT-AML, o presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDRLVT) sublinhou a importância que o transporte sobre carril terá na proposta a apresentar aos parceiros em Junho.” (…) “Já o geógrafo Jorge Gaspar, do Centro de Estudos e Desenvolvimento Regional e urbano (CEDRU) e coordenador dos trabalhos de revisão do PROT, sublinhou a importância da ligar as linhas de Cascais e Sintra ao novo aeroporto.”

Fonte: Jornal I Online

Câmara anuncia mais de 9 milhões para regeneração urbana da Guarda

03-04-2009

Projecto: Programa de Intervenção Urbana da Cidade da Guarda

“Dar coesão a uma «cidade de bairros» é o grande objectivo do Programa Estratégico de Regeneração Urbana da Guarda, apresentado na passada sexta-feira pela autarquia. A intervenção vai decorrer no centro histórico e nos bairros limítrofes da Luz, Bonfim e Nª Sra. dos Remédios, para onde estão previstos 18 projectos de intervenção social, cultural, económica e ambiental. (…) “Trata-se de conseguir «uma cidade compacta», acrescentou Sérgio Barroso, do CEDRU (Centro de Estudos e Desenvolvimento Regional e Urbano), que elaborou o plano de acção da candidatura, já aprovada pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) e que será comparticipada em seis milhões de euros do FEDER.”

Fonte: Guarda.pt

Idosos: Classe média e média baixa com pouca oferta de serviços de qualidade e a preços acessíveis

29-11-2008

Projecto: Study to Address the Needs of the Senior People in Portugal

“As famílias portuguesas de classe média e média baixa têm pouca oferta de serviços de apoio aos seus idosos com qualidade e a preços acessíveis, segundo um estudo de avaliação das necessidades dos seniores em Portugal a que a Lusa teve acesso. O estudo, financiado pela Fundação Aga Khan e realizado pelo CEDRU – Centro de Estudos e Desenvolvimento Regional e Urbano e pela Boston Consulting Group, foi feito com base em entrevistas a 1300 pessoas e análise da oferta existente no mercado.”

Fonte: Santas Casas da Misericórdia

Actualmente, a população idosa representa 16% da população portuguesa

30-09-2008

Projecto: Study to Address the Needs of the Senior People in Portugal

“Para celebrar o Dia Mundial da Pessoa Idosa, Médicos do Mundo – Portugal realiza um conjunto de actividades destinadas aos beneficiários do projecto que tem em curso no bairro da Picheleira, denominado Viver Saudável, assim como a outros idosos deste bairro.” (…) “A velocidade a que este fenómeno se processa a nível nacional faz com que Portugal surja como um dos países mais envelhecidos a nível mundial (10º lugar do ranking no que diz respeito à percentagem de idosos), segundo o Estudo de Avaliação das Necessidades dos Seniores em Portugal, 2008, do CEDRU (Centro de Estudos e Desenvolvimento Regional e Urbano) e BCG (Boston Consulting Group) para a Fundação Aga Khan Portugal.”

Fonte: Tv Net Sapo.Pt

Dia Mundial da Pessoa Idosa. Médicos do Mundo organiza iniciativa para idosos do bairro da Picheleira

24-09-2008

Para celebrar o Dia Mundial da Pessoa Idosa, Médicos do Mundo – Portugal realiza um conjunto de actividades destinadas aos beneficiários do projecto que tem em curso no bairro da Picheleira, denominado Viver Saudável, assim como a outros idosos deste bairro.” (…) “Este fenómeno de envelhecimento tem tendência a manter-se nas próximas décadas prevendose que esta percentagem venha novamente a duplicar daqui a quarenta anos. A velocidade a que este fenómeno se processa a nível nacional faz com que Portugal surja como um dos países mais envelhecidos a nível mundial (10º lugar do ranking no que diz respeito à percentagem de idosos), segundo o Estudo de Avaliação das Necessidades dos Seniores em Portugal, 2008, do CEDRU (Centro de Estudos e Desenvolvimento Regional e Urbano) e BCG (Boston Consulting Group) para a Fundação Aga Khan Portugal.”

Fonte: Tv Net Sapo.Pt