Alentejo XXI – Novas Perspectivas da Base Económica

Num contexto de acrescida competitividade regional, a manutenção do quadro de fragilidade da base económica e social do Alentejo requereu a identificação de um novo referencial de orientação para a reestruturação e modernização do tecido económico existente, assim como para a qualificação do território e valorização das potencialidades da região.

O Estudo visou a actualização de um outro, precedente e igualmente realizado pelo CEDRU, designado “BERA – Estudo para a Definição de uma Base Económica para a Região do Alentejo” (1995), identificando as novas condições, factores estruturantes e tendências emergentes no Alentejo, de modo a adequar as necessárias medidas e acções à nova estratégia de desenvolvimento regional. As orientações formuladas foram no sentido da configuração de um instrumento de apoio à acção, mais mobilizador dos agentes locais e regionais, com os objectivos específicos de aumentar o produto regional e o valor acrescentado retido e, de diversificar e inovar as actividades económicas com maior alcance estratégico, num contexto de valorização ambiental e paisagística e de incremento da qualidade dos quadros de bem-estar da população.

Ficha técnica

Área de Intervenção

NUTS II Alentejo

Cliente

Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo

Ano

2001

Tipo

Plano Estratégico Regional